Seu dinheiro em 140 caracteres e 1 minuto de leitura.

  • Inflação medida pelo IPCA atinge 4,99% na média móvel de 12 meses, um dos valores mais baixos dos últimos anos.
  • A tendência de queda do IPCA abre espaço para reduções ainda maiores na taxa SELIC nos próximos meses.
  • Previsão de crescimento do PIB do Brasil para 2012: 2,0%, uma das piores taxas dos últimos anos influenciada pela crise internacional.
  • Fuga do capital estrangeiro do país é a maior desde a crise de 2008.
  • Redução da taxa de juros visa evitar desaceleração da economia e estimular crédito aos consumidores.
  • O crédito facilitado estimula o consumo, mantém baixo os estoques das fábricas e mantém a dinâmica da cadeia produtiva.
  • O estímulo ao consumo mantém a circulação de recursos na economia, mantém empregos e evita desgastes políticos ao Governo em ano de eleição.
  • Um recorde: Receita Federal liberará em 15 de junho R$ 2,5 bilhões no 1o lote de restituições do IRPF 2012. Medida visa injetar ainda mais recursos na economia.
  • Melhor investimento do mês de Maio: Dólar +5,82%. O pior: IBOVESPA -11,86%.
  • Mesmo com as mudanças sofridas, Caderneta de Poupança bate recorde de captação líquida (depósitos – saques) em Maio: R$ 6,26 bilhões.