10 passos para uma boa saúde financeira

1o. – Faça uma reflexão sobre sua real situação financeira e quais escolhas estão sendo feitas ao lidar com o seu dinheiro.

2o. –  Faça uma lista detalhada e realista de suas despesas. Separe-as por tipo de despesa (ex: moradia, educação, lazer, financiamentos, alimentação, saúde, impostos, etc.).

3o. – Algumas despesas devem respeitar limites da sua receita líquida: financiamentos (25%), lazer (8%), despesas básicas (30%), saúde (8%), educação (10%), por exemplo.

4o.  – Não espere que sobre dinheiro para começar a pensar em investimentos. Destine 10% a 15% da sua receita líquida para investir.

5o. – Forme reservas de curto (ex: emergências), médio (ex: aquisições) e longo prazos (ex: aposentadoria).

6o. – Se tiver dívidas, busque renegociá-las com as instituições financeiras para, se possível, quitá-las à vista. O objetivo é não pagar juros ou pagar o mínimo possível.

7o. – Enquanto estiver formando seu patrimônio e acumulando recursos, considere a contratação de seguros (ex: seguro de vida, seguro saúde).

8o. – Ao elaborar seu planejamento financeiro, envolva seus filhos. Esta atitude ajudará no controle dos gastos e será um aprendizado para eles.

9o. – Nunca considere os limites de cartões de crédito ou cheque especial como renda adicional.

10o.- Lembre-se: gastos por impulso não compensam eventuais frustrações.