Renda fixa: a hora é agora!

rendafixa01

Os últimos aumentos da taxa básica de juros (elevada à 12,25% ao ano, semana passada pelo COPOM) traz ainda mais riscos de recessão ao país. O aumento sucessivo da taxa não trará, de imediato, o efeito desejado de diminuir a inflação e o consumo.

Mas, o que seu dinheiro tem a ver com isso? Muita coisa. E como você pode se beneficiar dessa situação em seus investimentos?

rendafixa2

As aplicações em Renda Fixa (CDB, Fundo, LCA´s e LCI´s, Tesouro Direto) são determinadas diretamente pela taxa básica de juros (SELIC). Esta taxa dá origem às remunerações do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) que são as taxas de juros praticadas entre as instituições financeiras. É por isso que você nunca vai escapar daquela pergunta: “Qual % do CDI está remunerando meu CDB (Certificado de Depósito Bancário)?”. Ou então ouvirá do seu amigo na próxima conversa de bar: “Meu fundo rendeu 93% do CDI no mês passado”.

Com essa tendência de aumento de taxa de juros durante o ano de 2015 você, investidor conservador, pode se dar muito bem. O Brasil,  infelizmente, tem a 17a maior taxa de juros do mundo. Ganhamos apenas da Argentina (19,99% ao ano) e Rússia (17,5% ao ano)  por exemplo. Nenhum país do mundo lhe permite ganhar 12,25% ao ano (bruto) com tão pouco esforço e risco. Caso queira melhorar a performance de seus investimentos na Renda Fixa, siga alguns passos:

– procure os fundos com baixas taxas de administração e histórico sólido de rentabilidade.

– pesquise as taxas dos CDB’s em mais de um banco antes de deixar que seu gerente aplique o dinheiro por você.

– aproveite as boas taxas das Letras de Crédito Imobiliário e das Letras de Crédito do Agronegócio emitidas por instituições sólidas. As LCI´s e LCA´s não têm taxas de administração e têm rentabilidade isentas de Imposto de Renda.

– consulte o site do Tesouro Direto e informe-se sobre uma das melhores e mais seguras aplicações em Renda Fixa (http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro-direto).

– Tire vantagem da proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) que protege os CDB’s, LCA’s e LCI’s em até R$ 250.000,00 por aplicação em caso de falência da instituição financeira.

E uma última dica: por favor, encerre seu casamento com a Caderneta de Poupança. A inflação é sedutora e coloca em perigo o seu relacionamento com o dinheiro. E a remuneração da poupança (6% ao ano + TR) não irá te manter apaixonado.

Boa semana!

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *