Os 5 maiores erros dos empreendedores

Empreender não é fácil. Isso todo mundo sabe. Aliás, empreender é dificílimo, um dos maiores desafios que um profissional pode enfrentar.

Abaixo, listo cinco motivos que impedem aos empreendedores alcançarem sucesso nessa complexa mas, recompensadora jornada:

1) Desconhecimento do risco – a maior parte dos empreendedores é movida pelo sonho de realizar algo que sempre quis. Outra grande parte porque deseja ter seu próprio negócio e gozar da autonomia que o emprego não oferece. Mas, tudo isso ainda é pouco: apenas uma pequena parcela de empreendedores entende que, ao colocar suas fichas (capital) em uma nova atividade, está assumindo o maior risco existente para seu dinheiro investido. O empreendedor sempre reconhece que o negócio próprio lhe dará um retorno bem maior mas costuma ignorar que o número de variáveis que determina seu sucesso aumentará significativamente.

2) Desconhecimento da Lei – empreender no Brasil, atualmente, é um pouco mais fácil pois foram criadas pelo governo alternativas para que a informalidade fosse diminuída. No entanto, conhecer as regras da área do negócio em que vai atuar é fundamental para o empreendedor. Muitos passivos são criados por falta de conhecimento e pela resistência do empreendedor em remunerar um bom contador.

3) Desconhecimento do mercado – parece estranho citar isso mas, geralmente, as análises dos empreendedores iniciantes não se aprofunda no dimensionamento da área na qual podem vender ou prestar seus serviços. Até onde é possível chegar? Quanto tempo posso trabalhar neste nicho? Outro erro é não dotar seus produtos/serviços de flexibilidade suficiente para atender diversas demandas até o negócio consolidar-se.

4) Desconhecimento de finanças – conhecer o mínimo de matemática financeira e de princípios contábeis é muito importante para o empreendedor. No dia a dia, os conceitos de juros, desconto e regime de caixa são pequenos exemplos da rotina que o proprietário do negócio irá enfrentar. Estimar o capital de giro necessário, a descapitalização de suas reservas e um fluxo de caixa de pelo menos 24 meses é fundamental. Muitas vezes, o empreendedor inicia um novo negócio e deixa para pensar nisso após a abertura do negócio o que acaba custando caro.

5) Desconhecimento de si mesmo – sim, não raro o sonho e a vontade de ser bem sucedido encobrem a visão do candidato a empreendedor. Tenho energia para conduzir um comércio? Quero trabalhar mais do que trabalhava antes? Quais recursos e experiências me faltam? Quais os meus pontos fortes? Como minha vida pessoal será influenciada pela nova carreira? A principal peça da engrenagem é a que deve receber maior atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *